[ Saiba tudo > História do golfe ]

Ben Crenshaw e a tacada decisiva
6/3/2008 - 9h49
Da Redação
Foto de Arquivo  

Em quase toda vitória memorável de Major, uma tacada desponta como a "vencedora". Nos anos mais recentes, a tacada ferro-7 de Sandy Lile do banco de areia até o green, no Masters de 1998, que valeu o título, é uma das mais lembradas.

Mas se há uma jogada que pode ser tida realmente como decisiva em um campeonato, ela é o putt de ben Crenshaw no buraco 10 do Course National Augusta no Masters dos Estados Unidos em 1984.

Crenshaw rolou a bola com efeito contrário, de forma ilógica, para o buraco nove e disse mais tarde "que não poderia fazer isso novamente mesmo após mil tentativas".

Mas essa tacada o manteve à frente no campo, uma vantagem que ele asseguou até o final para garantir o título.

Para muitas pessoas, a maravilha foi que Ben conseguiu um título tão importante após desperdiçar muitas chances. Ele teve oportunidade de vencer em Saint Andrews, em 1978, quando Jack Nicklaus o bateu por dois strokes.

Depois seguiram-se o Royal Lytham e o Saint Annes, em 1979, quando Severiano Ballesteros o derrotou, em ambos, por três tacadas nos últimos três buracos. No mesmo ano, em 1979, ele perdeu um playoff para David Graham no PGA americano. 

Crenshaw, natural de Austin, no Texas, foi um amador de destaque, vencendo campeonatos nacionais com a Universidade do Texas no início dos anos 70.

O primeiro torneio que ele conquistou como profissional foi o Aberto de San Antonio (Texas), em 1973. Seu golfe sempre se distinguiu pelo poderoso swing e uma imaculada técnica de putting.

Crenshaw é um dos jogadores mais populares e amados do golfe, principalmente pela sua personalidade simples e sorriso fácil.

O gentil Ben era considerado um super astro que poderia seguir os passos de Arnold Palmer e Jack Nicklaus, mas que não conseguiu se materializar completamente.

Em 1982, quando tudo parecia dar errado para Ben, dentro e fora do campo, ele surpreendeu e deixou o Tour. Foi para Austin reciclar o seu jogo.

Após muito trabalho, suor e conselhos de seu velho professor Harvey Pennick, ele partiu para o segundo Masters em 1983 e, no mesmo ano, venceu o Byron Nelson Classic. Ben estava, finalmente, de volta.

Hoje, Crenshaw é como um historiador do golfe: é comprador de velhos clubes e livros raros do esporte.  

FICHA TÉCNICA

Nascimento: 1952
Nacionalidade: Americana
Tornou-se profissional em: 1973
Majors: Masters de 1984

 

 

   

 
Empresa especializada em golfe. Mais de 20 anos no mercado
Clique aqui e conheça
SIMON PRESS
Assessoria de Comunicação em
esporte, saúde, empresas, eventos. Revistas, catálogos e sites.
 Minigolfe
Locação e eventos
(11) 2280-4962
 Consultoria
Palestras em escolas e empresas (11) 2280-4962
 LEI DO INCENTIVO
Projetos e Gestão - Simon Comunicação
(11) 2280-4962
Anuncie em Golfexpress
(11) 2280-4962