[ Saiba tudo > História do golfe ]

Walter Hagen, um grande showman
20/2/2009 - 9h46
Foto/Divulgação  

Nunca quis ser um milionário. Só queria viver como um”. Ele viajava de primeira classe, ficava na suíte do melhor hotel, usava camisa de seda e casaco de pele de camelo. “Todos os profissionais que ganham dinheiro hoje devem agradecer a Hagen”, disse Gene Sarazen.

 

Era nisso que o norte-americano Walter Hagen acreditava, e o que era repetido por todos que falavam, escreviam ou pensavam sobre ele. E ele certamente conseguiu.

Hagen tinha um excelente caráter, e foi o primeiro profissional americano que tomou o mundo como sua casa. Ganhou 11 campeonatos majors, 60 torneios e jogou 1.500 exibições, numa carreira de mais de 30 anos.

Para completar, esteve entre os dez mais bem vestidos homens americanos.
Na primeira vez em que viajou para a Grã-Bretanha para o Open Championship em Deal, em 1920, desembarcou do trem em Londres com quatro baús cheios de roupas.

Jogou golfe com Lord Northcliffe em sua propriedade em North Foreland e, para onde fosse, sempre ficava na melhor suíte do melhor hotel.

Quando viajava, era sempre de primeira classe. Usava camisa de seda, colete de alpaca, casaco de pele de camelo, sapatos de duas tonalidades - a última moda. Walter Hagen era um magnífico showman.

Ele percebeu cedo que os americanos amam o sucesso, campeões e shows. E que o golfe era "show business", e ele fazia parte desse show.


O americano dominou o jogo profissional nos anos de 1920, e muito do sucesso se deu pela sua filosofia.

Ele acreditava que no campo, mesmo o mais competente jogador iria jogar mal alguns buracos, e que isso deveria ser esquecido imediatamente. O temperamento e a tranqüilidade eram seus melhores bens.

Quando embocou um putt de 10 pés no último green para vencer o Open de 1924, um jornalista disse: "Parecia que você havia embocado aquele putt casualmente. Você sabia que havia embocado para vencer?". "Claro que eu sabia", respondeu Walter. "Mas nenhum jogador me bateu num playoff".

O modo de pensar de Walter foi ilustrado pelas suas ótimas realizações no esporte, como a seqüência no US PGA Championship de 1921 a 1928, todos match-play. Na final em 1921, Walter bateu Jim Barnes por 3 a 2.

Não participou em 1992. Perdeu para Gene Sarazen no 38
o buraco em 1923. A seguir, foi campeão quatro anos seguidos vencendo Jim Barnes novamente por dois buracos, Bill Melhorn, 6 a 4, Leo Diegel, 4 a 3, e Joe Turnesa, por um. Em seis campeonatos, perdeu apenas um jogo em 30, quando Sarazen venceu na final em 1923.


Nascido em Rochester, Nova York, Walter Hagen era o único filho homem de cinco irmãos. Os Hagens eram descendentes de alemães, e o pai trabalhava na manutenção da estrada de ferro local.

Quando criança, Walter trabalhou como caddie no Country Club de Rochester, ponto de encontro dos ricos da cidade. Aos 14, deixou a escola e foi trabalhar no pro shop do clube, e quando o profissional Andrew Christy saiu, tomou o lugar dele, aos 19 anos. Até então, ele havia crescido e se tornado um amante do golfe.


Quando o Open de 1913 estava para ser realizado, Walter, aos 21 anos, gastou suas economias para participar do torneio, no Country Club próximo a Boston.

Ele chegou no campo dizendo aos seus compatriotas que estava lá para ajudá-los a enfrentar os "craques ingleses" (Vardon e Ray).

Hagen terminou em quarto lugar atrás de Francis Ouimet, Harry Vardon e Ted Ray. No ano seguinte, impressionado com sua performance em Boston, um sócio pagou todas as despesas para que ele fosse ao US Open em Midlothian, próximo a Chicago.


Embora estivesse mal do estômago,  Hagen abriu 68 tacadas, vindo a vencer a competição. Repetiu o feito em 1919, batendo Mike Brady no playoff.

Em técnica, ele não era um dos mais famosos. Com um stance largo, seu swing, nas palavras de um observador, “começava com um balanço e terminava com um empurrão”. 


Mas se o seu jogo de longa distância estivesse ocasionalmente instável, com considerável brio, recuperava as tacadas que pareciam dificílimas.


As jogadas curtas eram absolutamente brilhantes, tanto com o sand como com o putter. Ele as praticava muito mais do que admitia, feliz em sustentar o mito de que saía à noite e chegava no tee no dia seguinte de smoking fazendo 68 tacadas.


Gene Sarazen escreveu no Thirty Years of Championship Golf, publicado em 1954: "
O golfe nunca teve um showman como ele. Todos os profissionais que tiveram a chance de conseguir dinheiro hoje devem agradecer a Walter Hagen. Foi ele quem fez o golfe se profissionalizar".

 

Datas: 1892 / 1969

Tornou-se profissional em: 1910

Majors Open Championship: 1922, 1924, 1928, 1929

US Open: 1914, 1919

US PGA: 1921, 1924, 1925, 1926, 1927

 
Empresa especializada em golfe. Mais de 20 anos no mercado
Clique aqui e conheça
SIMON PRESS
Assessoria de Comunicação em
esporte, saúde, empresas, eventos. Revistas, catálogos e sites.
 Minigolfe
Locação e eventos
(11) 2280-4962
 Consultoria
Palestras em escolas e empresas (11) 2280-4962
 LEI DO INCENTIVO
Projetos e Gestão - Simon Comunicação
(11) 2280-4962
Anuncie em Golfexpress
(11) 2280-4962